Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

MC Livinho é acusado de racismo pela modelo Raielli Leon - Rádio eog

MC Livinho é acusado de racismo pela modelo Raielli Leon

MC Livinho foi acusado de racismo pela modelo Raielli Leon, pouco tempo depois dele ter participado da campanha antirracista ‘Blackout Tuesday’. Pelas redes sociais, a modelo acusou o funkeiro de ter sido xingada e desrespeitada por ele durante gravação de um clipe em 2017. Ela disse que o vídeo foi gravado em um sítio, com a presença de nove modelos negras e dez modelos brancas. Além disso, contou que estava empolgada, se produziu, mas notou logo cedo que o cantor não foi com a sua cara.

“Não sei o que passou na cabeça dele, porque não tem como a gente saber o que se passa na cabeça de uma pessoa racista, idiota, escrota, mas ele começou a fazer umas dancinhas idiotas, obscenas, virando para o meu lado, pegando no saco, imitando o Michael Jackson, como se estivesse sarrando”, começou seu desabafo.

Na sequência, ela comentou que Livinho tirou o celular do bolso e colocou no cabelo dela, afirmando depois que havia sido roubado. “Tirei a mão dele e falei: ‘Para com isso, sai fora’. Tentei continuar dançando, todo mundo que estava no momento começou a rir. Satisfeito, porque ele queria aparecer, repetiu a brincadeira por mais duas vezes. Colocou a mão no meu cabelo e falou que estava espetando, catou o anel e colocou no meu cabelo, falou que roubei”, recordou.

Raielli diz também que ninguém a defendeu, que Livinho não percebia que estava passando dos limites e que ela chegou a chama-lo de idiota, mas que ele não se importou: “Ele perguntou se eu não queria pular na piscina para ver se ia molhar (o cabelo). Pegou no meu braço e foi me jogar. Eu estava inconformada. Não tinha intimidade com ele, não dei liberdade para fazer brincadeiras comigo. Muito menos isso, que para mim não é brincadeira”.

Ainda nos vídeos, Raielli diz ter sido convidada para outro clipe do artista, mas que só iria se o cantor se desculpasse pelo comportamento e se parasse com as “brincadeiras”. Diante disso, a história ganhou um novo capítulo, com o funkeiro chamando a modelo de mentirosa.

“Ele me xingou de todos os nomes possíveis, falou que era mentira minha, que eu estava inventando, que ia acabar com a minha carreira, que eu devia ter medo do que estava falando e de quem estava brincando. Isso foi só a pontinha de um iceberg que não acaba nunca. Parece que nunca mais vou ter paz na minha vida”, disse ela, que entrou com processo contra o artista.

Por fim, a modelo conta ter sofrido consequências e ainda questionou o post de Livinho nessa terça-feira. “Fui cortada de festas, cortada de presença vip, cortada de clipes. A advogada abandonou o processo, disse que ‘perdeu todas as minhas provas’. Depois de tudo que passei, vocês não acham um absurdo a pessoa postar bandeirinha de ‘vidas negras importam’?”, questionou.

Livinho respondeu a Raielli Leon

Após a denúncia de Raielli ter repercutido no mundo dos famosos, Livinho fez uma live para afirmar que a situação com a modelo já foi resolvida. O funkeiro ainda disse que é “homem para arcar com suas responsabilidades judicialmente”. “Para os meus fãs, estou me retratando e pedindo para vocês terem compreensão para entender o que aconteceu”, completou.

Ainda na live, Livinho questionou o desabafo e disse que ela só está “querendo fama”. “Quer dar fama para a mina? Dá fama para a mina. Mas por que a mina não está levantando a bandeira do movimento dela? Ela está jogando uma situação que já foi resolvida. Só me responde isso, mano. Eu não vou tirar o meu bagulho porque sou contra o racismo, contra o preconceito. Já sofri e ainda sofro”, finalizou.

Assista aos vídeos abaixo:

View this post on Instagram

#blackouttuesday Racismo não

A post shared by Mc Livinho (@mclivinho) on

Fonte: Isto É

Deixe seu comentário:

© Copyright 2018-2020 / Rádio eog - Aqui o Som Viaja o Mundo Todo.